Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /newDisk/kuote/public_html/config.php on line 53
Kuote us! :: My Quotes in Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas

Welcome

My Quotes in Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas

38 Kuotes | 50 Books

Search:


Import Kindle clippings easily

Beta status: Bulk Kuote import!!!!

Log in & Sign in using:

Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas

Synesio Sampaio
Ambas ocupações deixaram algum benefício. Ao devolver a Guiana, ficou consignado no tratado respectivo que o território desta não ultrapassava o rio Oiapoque; ao concordar com a independência uruguaia, o acordo brasileiro?argentino dava ao novo país os mesmos limites da Província Cisplatina, assegurando, pois, ao Rio Grande do Sul fronteiras orgânicas e defensáveis. Praticamente as do Tratado de Madri: descia do Ibicuí ao Quaraí, no rio Uruguai, mas em compensação subia da ponta de Castilhos Grandes ao arroio Chuí, no Atlântico.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3429-3433 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:23:37
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
No período joanino, o Brasil apresentou suas máximas dimensões territoriais, com a ocupação da Guiana Francesa (1809?1814) e da Banda Oriental do Uruguai (1821?1828). A visão a posteriori revelou, entretanto, que eram episódios temporários.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3426-3428 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:23:09
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Ao chegar ao Brasil, em 1808, a corte portuguesa encontrou um tratado, o de 1777, anulado pela guerra peninsular de 1801 (na doutrina brasileira), mas que continuava de qualquer forma a ser o último texto completo sobre limites na América.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3424-3426 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:22:33
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
A guerra de 1801, chamada pelos espanhóis de ? las naranjas?, terminou nesse mesmo ano com a assinatura da Paz de Badajós. As áreas invadidas pela Espanha na Europa foram restituídas a Portugal, à exceção de Olivença e zona contígua (400 km2), conservada a título de se estabelecer aí uma fronteira mais natural ? o rio Guadiana. Nada dispôs o acordo, entretanto, sobre a América, e por isso a antiga área dos Sete Povos (de 90 mil km2, maior que Portugal) continuou na posse dos luso?brasileiros. Essa situação não foi bem recebida em Buenos Aires e Montevidéu: durante décadas, não faltaram tentativas de se voltar às disposições do Tratado de Santo Ildefonso. Sem sucesso...
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3415-3421 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:21:38
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
mil. E, assim, em poucos dias, um feito de enorme significado para a formação territorial do Brasil foi realizado com diminuta intervenção oficial. Conquistado o território, daí, sim, houve esforço do Governo para ocupar a área, distribuindo terras e atraindo colonos; esta a origem das estâncias que se foram formando na região missioneira, as quais, junto com os núcleos populacionais ? novos ou reestabelecidos ?, asseguraram que ficasse brasileira a metade oeste do Rio Grande do Sul.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3411-3415 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:21:00
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
A paz entre Portugal e a Espanha, vigente desde 1777, foi confirmada pelo casamento do príncipe herdeiro D. João com Dona Carlota Joaquina, a filha mais velha do príncipe herdeiro espanhol, D. Carlos. Com a subida ao trono deste, e a regência atribuída àquele, parecia que as perspectivas de colaboração eram ainda mais amplas. Mas não foi assim. A Revolução Francesa, primeiro, havia unido as potências peninsulares, que até participaram de uma invasão conjunta no sul da França; mas, depois, quando Madri aderiu a Paris, em 1795, separou?as perigosamente para Portugal, que passou a ter o único e grande vizinho como inimigo. Por exigência do Primeiro?Cônsul Napoleão Bonaparte (seu irmão Luciano era embaixador em Madri), a Espanha invade Portugal com o objetivo de impedir que navios ingleses frequentassem portos portugueses, nessa quadra do bloqueio continental. A guerra foi rápida (maio e junho de 1801), mas teve consequências importantes na América: ao contrário do que previam as cláusulas pacifistas dos tratados de 1750 e 1777, os luso?brasileiros, menos com tropas regulares, mais com voluntários gaúchos, invadiram a região dos Sete Povos, aproveitando?se da situação precária em que estes se encontravam, após a expulsão dos jesuítas.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3393-3402 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:18:40
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
9.8 A incorporação dos Sete Povos
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3392-3392 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:15:58
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
jamais perde a objetividade do profissional da diplomacia. Essas características também transparecem em seu mais recente ensaio Rio Branco, Inventor da História2, revelador de uma rebeldia intelectual que se mantém desafiadora dos mitos e das verdades, disposta a renovar, senão a revolucionar.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 38-41 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:15:29
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
2 In: PEREIRA, Manoel Gomes (org.). Barão do Rio Branco: 100 anos de Memória. Brasília: FUNAG, 2012, p. 620 a 650.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 49-50 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:15:16
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
as grandes bandeiras, de dois a três mil homens, que destruíram, nas primeiras décadas do século XVII, as reduções jesuíticas espanholas do Guairá, Tape e Itatim, são sempre apontadas como exemplos da ação antipovoadora do movimento:
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1750-1751 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:15:55
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
É, sim, discutível o papel povoador que teriam tido as bandeiras cujo objetivo principal era o apresamento de indígenas.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1747-1748 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:15:24
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Aqui interessa particularmente o exemplo, menos importante e menos conhecido, da rede de povoações surgidas diretamente da atividade de mineração, em Mato Grosso e Goiás, isto é, a oeste de Tordesilhas, em torno de núcleos como Pirenópolis (Meia Ponte), Goiás Velho (Vila Boa de Goiás), Cuiabá (Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá) e Vila Bela (Vila Bela da Santíssima Trindade). Sem os garimpeiros aventurosos dos primeiros tempos, vindos nas bandeiras descobridoras, e substituídos pouco a pouco, como em Minas, pelos membros de uma sociedade mais urbanizada, não se pode garantir que seria brasileiro o atual Centro?Oeste.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1743-1747 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:15:08
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Mais uma controvérsia sobre esse movimento de aspectos tão díspares é o possível papel povoador que desempenharam as bandeiras. É certo que as bandeiras ?de povoamento? levaram popu? lações a várias regiões do Brasil, o Sul principalmente. É também indiscutível que as do ciclo do ouro povoaram muitos pontos do interior.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1740-1742 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:14:03
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Com Portugal independente, ademais, os holandeses possivelmente não haveriam ocupado Pernambuco e feitorias portuguesas na África, fato que, provocando a escassez de escravos negros, estimulou o bandeirismo de apresamento de indígenas. Essa menção aos holandeses nos faz lembrar que, ao término da União Ibérica, a parte então mais rica do Brasil, o Nordeste, estava ocupada. Se o período foi bom para a nossa formação territorial no interior, onde as bandeiras ultrapassavam facilmente o meridiano divisor, e, na costa norte, onde houve a fundação de Belém (1616) e a criação da Capitania do Cabo do Norte (1637), foi mau no Nordeste, a área mais valiosa da Colônia. E não era nada certo em 1640 que os luso? ?brasileiros, representantes de um país já em declínio, venceriam pouco depois os colonos das Províncias Unidas, que estavam passando pelo momento mais glorioso de sua história.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1732-1739 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:13:37
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
O que não se pode garantir é que o bandeirismo teria existido e se desenvolvido da mesma maneira se não tivesse havido a União Ibérica. Afinal, o movimento se iniciou nesse período e bem se pode imaginar que, sem a anexação, os espanhóis teriam tomado mais providências para defender as fronteiras orientais doVice?Reinado do Peru e não seriam obrigados, como diz Georg Friederici, ?a tratar Portugal com peculiar deferência?127.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1729-1732 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:12:48
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Mas, na prática o interior da América do Sul, particularmente o Centro?Oeste do Brasil, era o ?sertão bravo? onde vagueavam tribos indígenas e quase nunca se cruzavam portugueses e espanhóis. Os pontos de encontro, em geral as missões jesuíticas espanholas, que ocupavam regiões no centro do continente, eram exatamente os pontos de atrito. Nas lonjuras desses sertões, ninguém tinha meios para fiscalizar, nem antes da União Ibérica, nem durante ela, nem depois dela, o cruzamento da fronteira, se é que se pode considerar como tal o fugidio meridiano de Tordesilhas. É curioso observar que os autores que seguem mais de perto as jornadas bandeirantes, como Taunay, Basílio de Magalhães e Carvalho Franco, não mencionam o final da União Ibérica como marco de alguma transformação no movimento.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1720-1725 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:12:02
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
nas chamadas ?leyes de Indias? do período, encontram?se diversas proibições aos contatos entre as colônias
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1718-1719 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:11:11
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Na opinião de Cassiano Ricardo, duas circunstâncias favoráveis teriam então concorrido para estimular o bandeirismo: ?a remoção do mito jurídico [a linha de Tordesilhas], que era imobilizador, e a exacerbação do mito do ouro [não havia obstáculos para se chegar ao Eldorado], que era expansionista?125. Há, entretanto, quem julgue ser um erro ver a União Ibérica como causa importante do movimento bandeirante, pois que, nesse período, as colônias americanas teriam permanecido tão separadas quanto o eram antes:
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1707-1711 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:10:13
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
alguns fundamental para o surgimento e desenvolvimento do bandeirismo e para a consequente ocupação das terras extra? ?Tordesilhas. É comum a ideia de que nesse período não havia fronteiras nas Américas lusa e espanhola.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1703-1704 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:09:39
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Uma primeira controvérsia sobre as bandeiras refere? ?se ao período da União Ibérica (1580?1640), considerado por
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1700-1701 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:09:30
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes

's Books


La troika y los 40 ladrones Santiago Camacho 38 Kuotes The Rough Guide to India Rough Guide to... 187 Kuotes Fifty Shades of Grey James, E L 83 Kuotes Estudio de las políticas públicas VILLANUEVA 44 Kuotes Clase 1 5 de septiembre: El planteo del problema 142 Kuotes 1984 George Orwell 59 Kuotes Kürk Mantolu Madonna Sabahattin Ali 43 Kuotes El nombre del viento Patrick Rothfuss 49 Kuotes Instapaper: Monday, Jul. 22 Instapaper 74 Kuotes Peso cero Antonia Romero 130 Kuotes ETICA Y LIDERAZGO EMPRESARIAL GBosch 32 Kuotes Foreign Affairs.2015.n4 CfR 58 Kuotes ATOM ert replikeringsexp. 73 Kuotes ETNOFAGIA ESTATAL WORD 48 Kuotes SM03 Ismeretlen 159 Kuotes Teórico no 7 Fecha: 11/8/04 a 40 Kuotes Racing Towards Excellence Khan, Muzaffar A.;Sramek, Jan;Davies, Sir Howard 113 Kuotes 131723296-rocabado-2013-la-paz-analisis-naciente-autonomia-fiscal-departamental 104 Kuotes Las tres hijas de su madre Pierre Louÿs 128 Kuotes The Game Strauss, Neil 236 Kuotes La casa de Bernarda Alba Vicente Llop Díaz-Cano 49 Kuotes Palabras Clave - Vocabulario De Cultura Y Sociedad Raymond Williams 503 Kuotes El Estado regresa al primer plano: estrategias de análisis en la investigación actual* pc 32 Kuotes Mcdonal. Global-Movements-Action-Culture 105 Kuotes Sorgo rojo Mo Yan 42 Kuotes A Cauda Longa Chris Anderson 53 Kuotes dissertacaoMiniConto Ronaldo da Cruz 47 Kuotes AMARTYA SEN DESARROLLO Y LIBERTAD KV 116 Kuotes 2015 O Brasil no Conselho de Seguranca da ONU_2010_2011 89 Kuotes GTZ NORTE POTOSI Carlos Balderrama Mariscal 82 Kuotes Especial OMC Boletim Meridiano 47 39 Kuotes Flavia Marco 05 de octubre 2012 TULLOA 62 Kuotes Tres experiencias exitosas de Chile en la educación técnico-profesional de nivel medio; 2008 UNESCO Office Santiago, Regional Bureau for Education in Latin America and the Caribbean 36 Kuotes Steve Jobs Walter Isaacson 220 Kuotes Imagine: How Creativity Works Jonah Lehrer 36 Kuotes 1984 George Orwell 59 Kuotes HOMO ACADEMICUS KV 140 Kuotes Oszlak y Orellana - SADCI Oscar Oslak 36 Kuotes Uncertainty: Turning Fear and Doubt into Fuel for Brilliance Jonathan Fields 89 Kuotes Clase 4 5 de abril: Crecimiento económico 160 Kuotes Time, space, quantity in the Brain Mikael Skagenholt 66 Kuotes spanishgrowthreport 34 Kuotes Photo Inspiration: Secrets Behind Stunning Images Russell, Dianne 41 Kuotes Instapaper: Sunday, Jun. 9 Instapaper 43 Kuotes La civilización del espectáculo Vargas Llosa, Mario 59 Kuotes libro_de_chistes CRQLL 62 Kuotes Cartas de petición. Chile 1973-1989 Morales, Leonidas 71 Kuotes EDUCACIÓN TÉCNICA ETP-OEI Administrator 160 Kuotes Curso CRESCO 2015 John Rasor 81 Kuotes Instapaper: Wednesday, May. 15 Instapaper 44 Kuotes