Welcome

My Quotes in Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas

38 Kuotes | 50 Books

Search:


Import Kindle clippings easily

Beta status: Bulk Kuote import!!!!

Log in & Sign in using:

Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas

Synesio Sampaio
Ambas ocupações deixaram algum benefício. Ao devolver a Guiana, ficou consignado no tratado respectivo que o território desta não ultrapassava o rio Oiapoque; ao concordar com a independência uruguaia, o acordo brasileiro?argentino dava ao novo país os mesmos limites da Província Cisplatina, assegurando, pois, ao Rio Grande do Sul fronteiras orgânicas e defensáveis. Praticamente as do Tratado de Madri: descia do Ibicuí ao Quaraí, no rio Uruguai, mas em compensação subia da ponta de Castilhos Grandes ao arroio Chuí, no Atlântico.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3429-3433 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:23:37
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
No período joanino, o Brasil apresentou suas máximas dimensões territoriais, com a ocupação da Guiana Francesa (1809?1814) e da Banda Oriental do Uruguai (1821?1828). A visão a posteriori revelou, entretanto, que eram episódios temporários.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3426-3428 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:23:09
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Ao chegar ao Brasil, em 1808, a corte portuguesa encontrou um tratado, o de 1777, anulado pela guerra peninsular de 1801 (na doutrina brasileira), mas que continuava de qualquer forma a ser o último texto completo sobre limites na América.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3424-3426 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:22:33
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
A guerra de 1801, chamada pelos espanhóis de ? las naranjas?, terminou nesse mesmo ano com a assinatura da Paz de Badajós. As áreas invadidas pela Espanha na Europa foram restituídas a Portugal, à exceção de Olivença e zona contígua (400 km2), conservada a título de se estabelecer aí uma fronteira mais natural ? o rio Guadiana. Nada dispôs o acordo, entretanto, sobre a América, e por isso a antiga área dos Sete Povos (de 90 mil km2, maior que Portugal) continuou na posse dos luso?brasileiros. Essa situação não foi bem recebida em Buenos Aires e Montevidéu: durante décadas, não faltaram tentativas de se voltar às disposições do Tratado de Santo Ildefonso. Sem sucesso...
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3415-3421 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:21:38
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
mil. E, assim, em poucos dias, um feito de enorme significado para a formação territorial do Brasil foi realizado com diminuta intervenção oficial. Conquistado o território, daí, sim, houve esforço do Governo para ocupar a área, distribuindo terras e atraindo colonos; esta a origem das estâncias que se foram formando na região missioneira, as quais, junto com os núcleos populacionais ? novos ou reestabelecidos ?, asseguraram que ficasse brasileira a metade oeste do Rio Grande do Sul.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3411-3415 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:21:00
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
A paz entre Portugal e a Espanha, vigente desde 1777, foi confirmada pelo casamento do príncipe herdeiro D. João com Dona Carlota Joaquina, a filha mais velha do príncipe herdeiro espanhol, D. Carlos. Com a subida ao trono deste, e a regência atribuída àquele, parecia que as perspectivas de colaboração eram ainda mais amplas. Mas não foi assim. A Revolução Francesa, primeiro, havia unido as potências peninsulares, que até participaram de uma invasão conjunta no sul da França; mas, depois, quando Madri aderiu a Paris, em 1795, separou?as perigosamente para Portugal, que passou a ter o único e grande vizinho como inimigo. Por exigência do Primeiro?Cônsul Napoleão Bonaparte (seu irmão Luciano era embaixador em Madri), a Espanha invade Portugal com o objetivo de impedir que navios ingleses frequentassem portos portugueses, nessa quadra do bloqueio continental. A guerra foi rápida (maio e junho de 1801), mas teve consequências importantes na América: ao contrário do que previam as cláusulas pacifistas dos tratados de 1750 e 1777, os luso?brasileiros, menos com tropas regulares, mais com voluntários gaúchos, invadiram a região dos Sete Povos, aproveitando?se da situação precária em que estes se encontravam, após a expulsão dos jesuítas.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3393-3402 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:18:40
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
9.8 A incorporação dos Sete Povos
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 3392-3392 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:15:58
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
jamais perde a objetividade do profissional da diplomacia. Essas características também transparecem em seu mais recente ensaio Rio Branco, Inventor da História2, revelador de uma rebeldia intelectual que se mantém desafiadora dos mitos e das verdades, disposta a renovar, senão a revolucionar.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 38-41 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:15:29
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
2 In: PEREIRA, Manoel Gomes (org.). Barão do Rio Branco: 100 anos de Memória. Brasília: FUNAG, 2012, p. 620 a 650.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 49-50 | Adicionado: domingo, 21 de junho de 2015 06:15:16
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
as grandes bandeiras, de dois a três mil homens, que destruíram, nas primeiras décadas do século XVII, as reduções jesuíticas espanholas do Guairá, Tape e Itatim, são sempre apontadas como exemplos da ação antipovoadora do movimento:
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1750-1751 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:15:55
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
É, sim, discutível o papel povoador que teriam tido as bandeiras cujo objetivo principal era o apresamento de indígenas.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1747-1748 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:15:24
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Aqui interessa particularmente o exemplo, menos importante e menos conhecido, da rede de povoações surgidas diretamente da atividade de mineração, em Mato Grosso e Goiás, isto é, a oeste de Tordesilhas, em torno de núcleos como Pirenópolis (Meia Ponte), Goiás Velho (Vila Boa de Goiás), Cuiabá (Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá) e Vila Bela (Vila Bela da Santíssima Trindade). Sem os garimpeiros aventurosos dos primeiros tempos, vindos nas bandeiras descobridoras, e substituídos pouco a pouco, como em Minas, pelos membros de uma sociedade mais urbanizada, não se pode garantir que seria brasileiro o atual Centro?Oeste.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1743-1747 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:15:08
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Mais uma controvérsia sobre esse movimento de aspectos tão díspares é o possível papel povoador que desempenharam as bandeiras. É certo que as bandeiras ?de povoamento? levaram popu? lações a várias regiões do Brasil, o Sul principalmente. É também indiscutível que as do ciclo do ouro povoaram muitos pontos do interior.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1740-1742 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:14:03
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Com Portugal independente, ademais, os holandeses possivelmente não haveriam ocupado Pernambuco e feitorias portuguesas na África, fato que, provocando a escassez de escravos negros, estimulou o bandeirismo de apresamento de indígenas. Essa menção aos holandeses nos faz lembrar que, ao término da União Ibérica, a parte então mais rica do Brasil, o Nordeste, estava ocupada. Se o período foi bom para a nossa formação territorial no interior, onde as bandeiras ultrapassavam facilmente o meridiano divisor, e, na costa norte, onde houve a fundação de Belém (1616) e a criação da Capitania do Cabo do Norte (1637), foi mau no Nordeste, a área mais valiosa da Colônia. E não era nada certo em 1640 que os luso? ?brasileiros, representantes de um país já em declínio, venceriam pouco depois os colonos das Províncias Unidas, que estavam passando pelo momento mais glorioso de sua história.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1732-1739 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:13:37
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
O que não se pode garantir é que o bandeirismo teria existido e se desenvolvido da mesma maneira se não tivesse havido a União Ibérica. Afinal, o movimento se iniciou nesse período e bem se pode imaginar que, sem a anexação, os espanhóis teriam tomado mais providências para defender as fronteiras orientais doVice?Reinado do Peru e não seriam obrigados, como diz Georg Friederici, ?a tratar Portugal com peculiar deferência?127.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1729-1732 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:12:48
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Mas, na prática o interior da América do Sul, particularmente o Centro?Oeste do Brasil, era o ?sertão bravo? onde vagueavam tribos indígenas e quase nunca se cruzavam portugueses e espanhóis. Os pontos de encontro, em geral as missões jesuíticas espanholas, que ocupavam regiões no centro do continente, eram exatamente os pontos de atrito. Nas lonjuras desses sertões, ninguém tinha meios para fiscalizar, nem antes da União Ibérica, nem durante ela, nem depois dela, o cruzamento da fronteira, se é que se pode considerar como tal o fugidio meridiano de Tordesilhas. É curioso observar que os autores que seguem mais de perto as jornadas bandeirantes, como Taunay, Basílio de Magalhães e Carvalho Franco, não mencionam o final da União Ibérica como marco de alguma transformação no movimento.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1720-1725 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:12:02
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
nas chamadas ?leyes de Indias? do período, encontram?se diversas proibições aos contatos entre as colônias
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1718-1719 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:11:11
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Na opinião de Cassiano Ricardo, duas circunstâncias favoráveis teriam então concorrido para estimular o bandeirismo: ?a remoção do mito jurídico [a linha de Tordesilhas], que era imobilizador, e a exacerbação do mito do ouro [não havia obstáculos para se chegar ao Eldorado], que era expansionista?125. Há, entretanto, quem julgue ser um erro ver a União Ibérica como causa importante do movimento bandeirante, pois que, nesse período, as colônias americanas teriam permanecido tão separadas quanto o eram antes:
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1707-1711 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:10:13
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
alguns fundamental para o surgimento e desenvolvimento do bandeirismo e para a consequente ocupação das terras extra? ?Tordesilhas. É comum a ideia de que nesse período não havia fronteiras nas Américas lusa e espanhola.
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1703-1704 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:09:39
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes
Uma primeira controvérsia sobre as bandeiras refere? ?se ao período da União Ibérica (1580?1640), considerado por
Navegantes, Bandeirantes e Diplomatas - Synesio Sampaio - Seu destaque ou posição 1700-1701 | Adicionado: sábado, 20 de junho de 2015 03:09:30
Permalink Share Paper Clasic Modern +Kuotes

's Books


Instapaper: Monday, Aug. 19th Instapaper 34 Kuotes Kuote Citas 302 Kuotes La Galatea Juan 911 Kuotes Weston_Anthony - Las Claves de la Argumentacion editor@eduteka.org 49 Kuotes SM02 Ismeretlen 483 Kuotes Kuote Coord. Cómputo 302 Kuotes The Power of Story: Rewrite Your Destiny in Business and in Life Loehr, Jim 46 Kuotes GTZ NORTE POTOSI Carlos Balderrama Mariscal 82 Kuotes Free eBooks mobileread.com 35 Kuotes Steve Jobs Walter Isaacson 220 Kuotes ThePomodoroTechnique_v1-3 es6.mike@gmail.com 103 Kuotes 1984 George Orwell 59 Kuotes ¿Barrera o puente? El papel paradójico del discurso epistolar en Los siete libros de la Diana de Montemayor Autor desconocido 55 Kuotes Stop A La Ansiedad Ricardo Ros 35 Kuotes Comunicación no verbal Spanish Edition 205 Kuotes Cómo ser mujer Panorama de narrativas 76 Kuotes Wilde_ Oscar - El Retrato De Dorian Gray 38 Kuotes Web Copy That Sells: The Revolutionary Formula for Creating Killer Copy That Grabs Their Attention and Compels Them to Buy Veloso, Maria 94 Kuotes Moonwalking with Einstein: The Art and Science of Remembering Everything Joshua FOER 40 Kuotes SOTO VIVES Juan 134 Kuotes FRANCESC PEDRO_Tecnologia y escuela_UNESCO editor@eduteka.org 38 Kuotes IGLESIA EN MISIÓN Severino Dianich 370 Kuotes CLUSTERS PNUD 38 Kuotes PB006 Ismeretlen 151 Kuotes Web Analytics: An Hour a Day Kaushik, Avinash 997 Kuotes libro_migraciones_CLACSO Administrador 44 Kuotes KindlePB3 summa 194 Kuotes ZAMBRANO_Concepto Pedagogia editor@eduteka.org 36 Kuotes Peso cero Antonia Romero 130 Kuotes La troika y los 40 ladrones Santiago Camacho 38 Kuotes Las administraciones públicas paralelas y las capacidades institucionales: . 44 Kuotes KindleWHite summa 69 Kuotes VIVIR BIEN PARADIGMA NO CAPITALISTA 58 Kuotes 47_GarciaSanchez NUEVA GESTIÓN PÚBLICA 46 Kuotes Orthodox Church Eddie Alkemade 36 Kuotes The best writing of the year, 2012. keeprunning 45 Kuotes KindleSEO03 summa 67 Kuotes rtm_v1_n1 2015 converted Ipea 106 Kuotes Microsoft Word - piel_zapa.doc Gerson O. Suárez 87 Kuotes Redalyc.Antropología y Derechos Humanos: multiculturalismo, retos y resignificaciones Alejandro BAER Marie José DEVILLARD 46 Kuotes Clase 5 17 de octubre: Inversión extranjera directa, flujos financieros internacionales y desarrollo 108 Kuotes SEGURIDAD ALIMENTARIA NUTRICIONAL EN BOLIVIA Administrador 32 Kuotes Microsoft Word - Ley Marco Promulgada.doc Administrador 50 Kuotes Redalyc.Antropología y Derechos Humanos: multiculturalismo, retos y resignificaciones Alejandro BAER Marie José DEVILLARD 46 Kuotes La protección social de cara al futuro: Acceso, financiamiento y solidaridad CEPAL 64 Kuotes The Game Strauss, Neil 236 Kuotes SAMPLE-Best-Practices-in-Data-Management es6.mike@gmail.com 42 Kuotes 48 Laws of Power Greene, Robert 522 Kuotes La Inteligencia Emocional Goleman, Daniel 73 Kuotes Los detectives salvajes Roberto Bolaño 44 Kuotes